O que é o método Kanban?

O que é o método Kanban?

Gerenciar o estoque de maneira eficiente é um dos grandes desafios das empresas, independente delas estarem inseridas no ramo da produção ou da revenda. A questão é que se faltar produtos ou matéria-prima no estoque, as vendas podem ser comprometidas e se o estoque ficar cheio desnecessariamente significa dinheiro parado que está desvalorizando.

Por isso, as empresas sempre buscam soluções para o gerenciamento de seus estoques, que possam indicar quando está na hora de adquirir o que é preciso, mas sem correr o risco de acumular o que pode não ser usado na fabricação e nem revendido. Nesse sentido, o método Kanban funciona em diferentes segmentos do mercado como solução para gerir o estoque.

O sistema Kanban se assemelha a um quadro de recados, no entanto, ali estão listados as matérias-primas que a empresa usa para fabricar os seus produtos ou os itens que revende em sua loja. Cada item conta com cartões de diferentes cores, que servem para informar quando é preciso fazer compras para abastecer o estoque.

Assim, costuma-se usar o cartão verde para indicar que o item existe em estoque, o amarelo informa que é preciso estar atento, pois a qualquer momento pode entrar no jogo o cartão vermelho, que significa que está na hora de adquirir o artigo para o estoque. No entanto, a metodologia pode se adaptar conforme os processos existentes dentro da empresa.

Mesmo sendo um método já bastante tradicional, por ser muito eficiente, está consagrado e ainda hoje em dia é usado, inclusive, pela indústria. A sua origem data dos anos de 1940, quando o sistema foi desenvolvido pelo reconhecido sistema Toyota de produção. No Brasil, o Kanban é difundido desde a década de 1980.

O que mais saber sobre o sistema Kanban

Traduzindo a palavra japonesa Kanban para o português, temos a expressão cartão, que é justamente o acessório usado como simbologia visual para aplicar o método. Embora essa técnica seja mais difundida na indústria automotiva, até porque foi nesse segmento que o método nasceu, ele pode ser aplicado em muitos outros ramos do mercado.

Quando foi desenvolvida, a metodologia tinha como objetivo aperfeiçoar o sistema de produção chamado de Just in Time, que tem o objeto de contar com o mínimo de estoque. Desse modo, a matéria-prima deve ser comprada apenas quando for usada para a produção, ou seja, na hora exata.

Para que o uso do Kanban funcione dentro de uma empresa, é preciso que ele seja fixado em um local bastante visível, para que todos os envolvidos no processo de estoque e fabricação possa utilizá-lo e/ou visualizá-lo. Além dos cartões, que podem ser retangulares e colocados em envelopes coloridos, é possível aplicar o método com luzes coloridas ou caixas vazias.

Além disso, existem os chamados cartões Kanban de produção e os de movimentação. Os primeiros servem para autorizar a produção de uma determinada peça, sendo que o cartão circula do setor de compras até o de produção. Já o Kanban de movimentação (ou de transporte ou de requisição) permite a circulação do produto até que chegue ao cliente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *