Por que e como reutilizar papéis

Por que e como reutilizar papéis

O descarte de resíduos sólidos é um grande problema ambiental, e isso muita gente já sabe. Como parte da solução, algumas medidas devem ser tomadas pelos órgãos públicos. Por ser uma questão complexa, uma resolução rápida é inviável. Ainda assim, cada pessoa pode e deve fazer a sua parte. Mesmo que pareça pouco, o esforço coletivo pode trazer resultados, já que boa porcentagem dos resíduos provém das residências do país.

Levantamentos estimam que 250 mil toneladas de lixo são produzidas todos os dias no Brasil. É o que aponta Sidney Grippi, em “Lixo, reciclagem e sua história”. O descarte de materiais de papel e papelão representa 26% desta composição, perdendo apenas para o lixo orgânico — que fica no topo do ranking, com 52%. Na sequência, aparece o plástico (3%), metais (alumínio, aço, ferro e outros) com 2%, vidros também com 2% e outros materiais com 15%.

O problema maior é a falta de destino adequado para todo esse montante. Hoje, 20% dos resíduos ainda vão para os lixões irregulares, causando uma série de problemas ambientais, sanitários e sociais. E de todo o lixo produzido, só 2% se recupera: transformado em composto, no caso do orgânico, ou vai para a reciclagem, no caso do seco.

Se for levado em consideração que só no Brasil são produzidos, em média, 8 milhões de toneladas de papel por ano, segundo a BRACELPA (Associação Brasileira de Celulose e Papel), dá para imaginar o volume descartado no mundo todo.

Como reutilizar papéis

Um dos conceitos de sustentabilidade é o dos 3 R’s: reduzir, reutilizar e reciclar. Aqui se resume bem a melhor forma de agir perante a situação. A preocupação mostra que chegamos a um momento crucial, onde tornou-se essencial usar de modo racional os materiais disponíveis, consumindo somente o necessário e assim promovendo a redução do lixo gerado.

Mesmo que estejamos falando do papel, isso serve para as demais matérias-primas, produtos e bens de consumo. O segundo passo é reutilizar os papéis, que possuem um grande potencial nessa etapa. Quando a sua reutilização não é possível, chega a hora de reciclar. E a reciclagem dependerá do descarte correto.

A separação do lixo de acordo com o material permite que a indústria da reciclagem possa fazer a sua parte, fabricando papéis reciclados e dando outros destinos ao resíduo. No país, 37% do papel produzido é destinado à reciclagem — sendo usado principalmente na confecção de embalagens, além de papel sanitário e para impressão.

Os números de reciclagem poderiam ser melhores se todos os brasileiros tivessem acesso à coletiva seletiva. Se você é contemplado com esse serviço, não deixe de utilizá-lo corretamente!

Já na hora de reutilizar os papéis, existem inúmeras formas.Confira as dicas a seguir:

  • Papel jornal pode ser usado na limpeza dos vidros das janelas, espelhos e superfícies vidradas.
  • Revistas podem ser reutilizadas para os trabalhos artísticos dos filhos na escola.
  • Rolos do papel higiênico e papel toalha podem ser usados de maneiras diversas no artesanato, como porta-guardanapos, podendo ser pintados ou forrados com tecido.
  • Folhas de papel que possuem um lado em branco podem se tornar blocos de anotações e mesmo agendas. Servem ainda para impressões de uso pessoal e para as crianças desenharem.
  • Papéis de presente servem para embrulhar novos presentes e forrar gavetas.
  • Cartões de visita velhos com um lado em branco transformam-se em etiquetas de pastas, caixas e outros.

Quando for preciso produzir materiais impressos, a Pama Mega Store é a parceira ideal. Clique aqui e confira os seus produtos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *